Dia: 15 de Março de 2009

QUARESMA: TEMPO DE ORAÇÃO E CONVERSÃO A DEUS!

Comentários: 0

 


 O termo “quaresma” é proveniente do latim quadregesima e significa quarenta. Trata-se do tempo litúrgico que se estende da Quarta-feira de cinzas até a Quinta-feira Santa, antes da missa da ceia do Senhor. Biblicamente, o número quarenta é envolto de simbolismo muito rico. O povo de Deus caminhou durante quarenta anos pelo deserto em busca da Terra Prometida, Moisés passou quarenta dias no alto da montanha, o profeta Elias andou por quarenta dias até chegar à montanha do Senhor e por fim, Jesus jejuou ao longo de quarenta dias, sendo tentado no deserto. Eis o tempo reservado a uma profunda experiência de Deus e a uma contínua revisão de vida! Quaresma é o momento propício para a conversão!


 O segredo desta conversão não está em permanecer em pé e firme, sem vacilos o tempo todo, mas, sobretudo, no modo como se levanta após cada queda. É no confronto do cotidiano que fazemos a experiência de encontro com as nossas feridas existenciais e a partir delas nos deparamos com os olhos do próprio Deus: “O olho com que vejo a Deus é o mesmo olho com que Deus me vê; meu olho e o olho de Deus são um mesmo olho, um só ver; um só conhecer e um só amar” (Mestre Eckhart).


 Por trás de cada dor, da ausência, da tristeza, das angústias interiores e dos conflitos do passado podemos localizar as mãos amorosas de Deus nos amparando com a ternura de Mãe e a fortaleza de um Pai. Não estamos sozinhos nem somos um zero à esquerda. A oração e a conversão ainda têm sentido porque Deus nos ama! Pertencemos a Deus, nascemos de suas entranhas, fomos sonhados no Seu amor, constituídos na esperança da salvação e temos raízes no céu! Converter-se, portanto, é retornar à nossa origem existencial em Deus.


 Assim sendo, é necessário assumir uma postura de esforço. É paulatina a vontade de ser melhor por Deus. Não nos convertemos em vista de títulos, de aquisições celestiais ou honra ao mérito. Pelo contrário, oramos e nos convertemos por amor a Deus e, por conseguinte, aos irmãos e irmãs. Esforçando-nos continuamente e motivados no amor, somos capazes de nos despir da pessoa velha e nos revestir do novo ser, constituído a imagem e semelhança de Deus. Não falamos de vivência mágica ou fé fantasiosa, mas, sobretudo, da profunda experiência de encontro com Deus, capaz de mudar o rumo da nossa existência. Na oração e pela conversão a vida ganha um norte e a esperança futura passa a ter sentido.


 Precisamos, portanto, manter os olhos fixos n’Aquele que permanece do nosso lado em todos os momentos do existir, ou seja, no próprio Deus! Ele é o Pai das misericórdias que nos entende, que nos aceita e depois nos converte, que não nos acusa e que manifesta, a cada instante de amargura, a imensidão de Seu amor. Temos um Pai que vela por nós, que nunca desistirá de nos amar e solicitar a nossa conversão. Mesmo que fujamos ou mantenhamo-nos distantes de seu coração, Ele sofre aguardando o nosso breve retorno.


 Voltemos, então, sabendo que sempre é tempo de recomeçar. Não há ninguém que seja totalmente convertido, contudo, pessoas em processo de conversão. Regressemos à origem da nossa história e passemos a valorizá-la como ela merece. Não estraguemos a nossa vida, pois a única chance que temos de mudá-la é hoje e agora. Conversão não se deixa para amanhã. Tenhamos a coragem da fé e a audácia do Evangelho para proclamar um tempo novo: ocasião da graça e manifestação da bondade divina em nosso socorro.  Não fujamos do amor de Alguém que faz tudo pela nossa felicidade. Deus aguarda ansioso o nosso recomeço e para tal nos oferece o amor ao nos estender seu coração paternal! Abracemos mais uma oportunidade que o Pai Eterno nos confia e não nos arrependeremos jamais!
 
 
Pe. Robson de Oliveira Pereira, C.Ss.R.
Missionário Redentorista, Reitor da Basílica de Trindade e Mestre em Teologia Moral pela Universidade do Vaticano.
www.paieterno.com.br

Missas

De segunda a sexta

Missas: 7h e 19h30

Sábado

Missas: 7h, 10h e 17h30

Domingo

Missas: 5h45, 8h, 10h, 12h, 15h e 17h30

Rede Vida

Segunda, terça, quinta e sexta: 7h Quarta: 9h

Sábado: 7h e 17h30

Domingo: 17h30

TV Anhanguera

Domingo: 5h30

PUC TV

Sábado e domingo: 17h30

TBC

Domingo: 8h

Rede Pai Eterno

Missas Segunda, quarta, quinta e sexta: 7h
Sábado: 7h e 17h30
Domingo: 5h45, 8h e 17h30

Novena dos Filhos do Pai Eterno Todos os dias: 4h, 12h e 22h Novena do Perpétuo Socorro Todos os dias: 2h

Rádio Difusora Goiânia

Missas Domingo: 8h Novena dos Filhos do Pai Eterno Todos os dias: 13h