Dia: 1 de julho de 2013

Profissão de fé, uma proclamação de entrega ao Pai

Comentários: 0

A fé é a convicção nas realidades que não podemos ver nem tocar. A fé é um dom, um presente do céu para nós. É uma certeza que temos e não precisa de provas. É nela que nos reconhecemos como filhos amados do Pai Eterno. Pela fé nos convertemos e realizamos muitas obras de amor. A fé promove todo o bem. Pela fé, Deus age em nossas vidas, nos faz sentir o Seu amor, nos converte e nos traz muitas bênçãos.

A oração é que fortalece sempre mais essa nossa caminhada. Por ela falamos com o Pai Eterno e aprendemos com Ele. Pela oração nos tornamos mais sábios e encontramos o caminho para a solução de angústias e conflitos. Em meio às grandes dificuldades, a pessoa é sustentada pelo amor misericordioso. À medida que nos deixamos conduzir pela experiência da fé, os problemas deixam de ser o fundamento de nossa vida, pois um só é o fundamento: o Divino Pai Eterno.

Então, na entrega confiante da vida ao Senhor, alcançamos a paz que o mundo não pode oferecer. Deus concede conforto aos nossos corações sempre que entregamos a vida à Sua Providência Divina. Esta paz é um dom que Ele deixou para nós que cremos, amamos e buscamos viver com fé. Podemos viver esta paz pela crença, oração e entrega de nós mesmos ao Deus da Vida.

Façamos a nossa profissão de fé. “Pai Eterno, eu creio em Vós!”. Este é o tema da Romaria anual em Louvor ao Divino Pai Eterno de 2013, seguindo a proposta do Ano da Fé. Na verdade, é uma proclamação de que confiamos a Deus, nosso Pai Eterno, a vida que temos e a esperança que cremos. Acreditamos no amor do Pai, que nos enviou Jesus Cristo e continua Sua ação em nossas existências pela luz e força do Espírito Santo.

Neste tempo de Romaria anual, muitas pessoas vêm à Trindade expressar sua fé e amor na oração, louvor e súplica ao Divino Pai Eterno. É tempo de chegar à Casa do Pai com muita emoção. Essa é uma forma de proclamar e reavivar a fé do povo fundamentada no amor de Deus. É vivenciar a experiência de encontro com o Pai. Estamos falando de uma fé simples, porém forte, do povo de Deus, do romeiro, do peregrino, daquele que crê, confia e se entrega ao Pai Eterno.

O Papa Bento XVI, quando convocou o Ano da Fé, escreveu em sua carta apostólica Porta Fidei: “Com efeito, a fé cresce quando é vivida como experiência de um amor recebido e é comunicada como experiência de graça e de alegria”. Ele também destacou que “só acreditando é que a fé cresce e se revigora (…). É um amor que se experimenta cada vez maior porque tem a sua origem em Deus”.

Assim, acreditamos em um Deus que nos cria no amor, espera na fé e salva na misericórdia. A nós cabe sermos homens e mulheres de esperança, pessoas prontas para proclamar ao mundo a nossa fé. Busquemos a experiência do Pai, para que nosso testemunho seja fruto daquilo que vivenciamos. Estejamos preparados para os desafios que a espiritualidade cristã nos provoca e convoca sempre. Estejamos prontos para dizer com fé e devoção: “Pai Eterno, eu creio em Vós!”.

Pe. Robson de Oliveira, C.Ss.R.
Reitor do Santuário Basílica do Divino Pai Eterno

Missas

De segunda a sexta

Missas: 7h e 19h30

Sábado

Missas: 7h, 10h e 17h30

Domingo

Missas: 5h45, 8h, 10h, 12h, 15h e 17h30

Rede Vida

Segunda, terça, quinta e sexta: 7h Quarta: 9h

Sábado: 7h e 17h30

Domingo: 17h30

TV Anhanguera

Domingo: 5h30

PUC TV

Sábado e domingo: 17h30

TBC

Domingo: 8h

Rede Pai Eterno

Missas Segunda, quarta, quinta e sexta: 7h
Sábado: 7h e 17h30
Domingo: 5h45, 8h e 17h30

Novena dos Filhos do Pai Eterno Todos os dias: 4h, 12h e 22h Novena do Perpétuo Socorro Todos os dias: 2h

Rádio Difusora Goiânia

Missas Domingo: 8h Novena dos Filhos do Pai Eterno Todos os dias: 13h