Maria: a mulher que nos humaniza

0

O seio maternal de Maria é o lugar de encontro do Divino com o humano. Neste movimento, sem simbiose, mas de profunda doação e reciprocidade, acontece a ‘Plenitude dos Tempos’. Maria é a testemunha histórica de que vale a pena entregar-se, total e absolutamente, nas mãos do Pai Eterno. Todo o seu ser tem raízes fincadas no céu. O ‘sim’ de Maria nos trouxe Deus. Sua vida silenciosa, em Nazaré, santifica o nosso itinerário cristão e redentorista no mundo. “Maria, a Mulher, […], a Feminina, acolheu e foi feita mãe de Deus! Acolheu e foi feita esposa do Espírito. Acolheu e foi feita mãe dos Homens. Acolheu e foi feita esposa de José. Fez-se “sim” e acolhida em seu nome e no meu. Feminilidade e acolhida, sem pecado, isto é, sem restrições, a elevam, e, nela, nos elevam.” (Maria Thereza – Maite).

Pela Revelação Trinitária, sabemos que o nascimento de Jesus, a partir de uma mulher, “constitui o ponto culminante e definitivo da autorrevelação de Deus à humanidade” (São João Paulo II). Em Maria, resgatamos a nossa vocação e dignidade, dentro da Redenção, realizada pelo Pai, no Filho, por meio do Espírito Santo. Na imagem do Divino Pai Eterno, reverenciada por milhares de devotos, no Brasil e no mundo, Maria está logo abaixo, de forma central, sendo coroada pela Santíssima Trindade. Suas mãos estão postas para manifestar o caráter da pessoa orante, experimentada na fé e acostumada a encontrar-se com o sagrado de Deus: face a face! Sua roupa branca expressa a pureza imaculada de viver ‘no’ Pai e ‘para’ o Pai. O manto azul nos abre ao Mistério Divino que está além do celestial.

A presença de Maria é a certeza do lugar que todo homem e toda mulher ocupam no coração de Deus. Contemplá-la, na imagem, é o mesmo que descobrir a nossa origem divina, é encontrar o tesouro perdido, é conceder um rumo santo para histórias, outrora, desumanizadas pelo pecado. Abramo-nos sempre à Santíssima Trindade e façamos do ‘sim’ de Maria a eterna adesão daquilo que o Pai Eterno sonhou para nós!

 

Pe. Robson de Oliveira
Superior Provincial dos Redentoristas de Goiás

Missas

De segunda a sexta

Missas: 7h e 19h30

Sábado

Missas: 7h, 10h e 17h30

Domingo

Missas: 5h45, 8h, 10h, 12h, 15h e 17h30

Rede Vida

Segunda, terça, quinta e sexta: 7h Quarta: 9h

Sábado: 7h e 17h30

Domingo: 17h30

TV Anhanguera

Domingo: 5h30

PUC TV

Sábado e domingo: 17h30

TBC

Domingo: 8h

Rede Pai Eterno

Missas Segunda, quarta, quinta e sexta: 7h
Sábado: 7h e 17h30
Domingo: 5h45, 8h e 17h30

Novena dos Filhos do Pai Eterno Todos os dias: 4h, 12h e 22h Novena do Perpétuo Socorro Todos os dias: 2h

Rádio Difusora Goiânia

Missas Domingo: 8h Novena dos Filhos do Pai Eterno Todos os dias: 13h