Dia: janeiro 10, 2017

O Evangelho do Amor

Comentários: 0

No primeiro dia do ano, celebramos a Mãe de Deus, Maria, nossa Mãezinha do Céu, ela que acolheu plenamente os mistérios da redenção no seu próprio ventre, na sua mente e no seu coração. Maria foi o receptáculo da graça de Deus, o sacrário vivo do próprio Senhor, custódia da salvação da humanidade. Por isso, a Igreja começa o ano bendizendo, louvando e agradecendo ao Pai Eterno pela Mãe de Jesus, que é para nós um exemplo de vida, de como devemos caminhar e de como devemos ser, em nossa vida cristã.

Maria via e ouvia todas as coisas e, em silêncio, guardava tudo em seu coração e meditava. Maria, Mãe de sabedoria, meditava os mistérios de Deus em cada um dos tantos fatos que aconteceram na vida de Jesus e em sua vida. Devemos louvar e agradecer a Deus pelas infinitas graças que Ele sempre derrama sobre nós porque Ele é o nosso Pai Eterno. E devemos agradecer também por Ele ter nos dado Maria, por nos ter dado a Mãe do Redentor para que nós sejamos filhos dela e aprendamos a viver como ela viveu: uma vida de fé, de entrega, com uma opção radical de servir a Deus acima de qualquer coisa, colocando-O sempre em primeiro lugar em nossa vida.

Esta foi a missão de Maria, conforme ela mesma proclamou em seu cântico em Lucas (1,46) – “Minha alma glorifica ao Senhor, meu espírito exulta de alegria em Deus, meu Salvador”. E deve ser também a missão de todo cristão. Se colocar à disposição do Pai, levar o Seu amor ao mundo inteiro. Por meio de Maria, tudo se torna mais fácil. Ela nos mostra o caminho certo que nos leva a Jesus e nos mostra que nunca estamos sozinhos nesta missão. Só precisamos abrir o nosso coração, pois fomos batizados e recebemos o Espírito Santo, que foi enviado a nós ser a presença de Deus em nós e, através de nós, onde quer que nós estejamos.

O Senhor espera que nós realmente vivamos de acordo com a Sua vontade e que experimentemos profundamente o Seu amor, permitindo que outras pessoas também façam o mesmo, por meio de nós. Assim como Nossa Senhora, que recebeu o Espírito Santo e deixou o Pai Eterno agir em sua vida, nós também recebemos a marca do Espírito Santo em nós. E, por meio desse Espírito, somos canal do amor, da graça e da benção de Deus.

Com essa certeza, seguindo os exemplos de nossa Mãezinha do Céu, temos o compromisso de continuar a missão de Cristo nesta vida e neste mundo, mesmo que as pessoas não O queiram e não O aceitem. Mesmo que os corações sejam duros e resistentes em não querer mudar de vida e de pensamento. Nós somos chamados a evangelizá-las usando nossas capacidades, nosso modo de ser, de falar, de ensinar e de dar exemplos.

Quando Jesus diz “Ide pelo mundo e pregai o Evangelho” (Mc 16,15), Ele quer que nós entremos na vida, no mundo das pessoas e mostremos a elas o Seu amor e graça e tudo aquilo que nós conhecemos e experimentamos. Maria, assim que soube da concepção divina de Cristo, saiu em missão, para levar Jesus a sua prima Isabel, que a reconheceu como bendita entre as mulheres, pois era bendito o fruto que carregavam em seu ventre (cf. Lc 1,42).

Para cumprir a missão que o Senhor deu a nós, devemos confiar Nele. Não podemos confiar somente em nossa própria força, condição e inteligência. Confiemos, sim, na graça de Deus que age no bom coração. Se nós seguíssemos nesta missão, por nós mesmos, não faríamos nada ou quase nada. Se vivêssemos somente pelas nossas capacidades, confiando em nosso mérito, faríamos pouco neste mundo. Mas, se a graça de Deus nos acompanha, Sua obra acontece de maneira magnífica. Pessoas são restauradas, corações são convertidos, vidas são mudadas. Tudo isso, porque eu me faço instrumento, me abandono nos braços do Pai Eterno e me coloco à disposição para que Sua vontade seja realizada plenamente em minha vida.

Ter o coração bom, colocar-se à disposição do Pai e se esforçar para serví-lo piamente; esse é o primeiro passo para que a graça de Deus opere em seu coração, em sua vida, em seu jeito de ser. Dessa forma, você se tornará a presença viva do Senhor na vida do seu irmão, na sua casa, no seu trabalho e onde quer que você passe. Em você, as pessoas vão sentir e reconhecer a presença e a força de Jesus.

Ouçamos a voz de Jesus, que não está falando apenas ao grupo dos Doze Apóstolos, mas sim para todos aqueles que Nele acreditam e que sabem que somente por meio Dele é possível alcançar a salvação. Neste novo ano, Deus nos dá uma nova oportunidade para que possamos assumir verdadeiramente a missão de Jesus em nossas vidas. Façamos como a Virgem Santíssima, a Mãe de Deus, abrindo-nos à vontade do Pai e vivendo a esperança de que este ano será ainda melhor.

Rogai por nós, Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém!

Pe. Robson de Oliveira, C.Ss.R.

Superior Provincial dos Redentoristas de Goiás e presidente-fundador da Afipe

Missas

De segunda a sexta

Missas: 7h e 19h30

Sábado

Missas: 7h, 10h e 17h30

Domingo

Missas: 5h45, 8h, 10h, 15h e 17h30

Rede Vida

Segunda, terça, quinta e sexta: 7h Quarta: 9h

Sábado: 7h e 17h30

Domingo: 17h30

TV Anhanguera

Domingo: 5h30

PUC TV

Sábado e domingo: 17h30

TBC

Domingo: 8h

Rede Pai Eterno

Missas Segunda, quinta e sexta: 7h
Quarta: 9h
Sábado: 7h e 17h30
Domingo: 5h45, 8h e 17h30

Novena dos Filhos do Pai Eterno Todos os dias: 4h, 12h e 22h Novena do Perpétuo Socorro Todos os dias: 2h

Rádio Difusora Goiânia

Missas Domingo: 8h Novena dos Filhos do Pai Eterno Todos os dias: 13h